O sono é muito mais importante do que podemos imaginar. Além de ser um momento de descanso, também traz melhoras para a memória, ajudando o cérebro a armazenar novas informações e nos dando uma sensação de bem estar, faz bem para a pele e retarda o envelhecimento!
Noites mal dormidas podem gerar mau funcionamento do organismo trazendo prejuízos à saúde em diversos níveis. E mais importante do que a quantidade de horas que passamos dormindo é a qualidade do sono, pois uma noite mal dormida faz com que o seu rendimento no dia fique abaixo do desejado, além de poder ser a causa de uma série de problemas de saúde e dificultar no tratamento de outros.
Sabemos que o sono ideal nem sempre é possível devido aos fatores que a vida moderna impõe, como estresse, problemas financeiros, ou familiares, de saúde, ou trabalho. Especialistas recomendam que adultos tenham entre sete a oito horas de sono noturno. Evite maus hábitos que possam prejudicar esse descanso! Hoje, nós do Magia Colchões trazemos um post super especial com tudo o que você precisa saber sobre o sono ideal!

Um bom banho quente, além de relaxar, coloca seu corpo em‘modo sono’, pois a temperatura da água afeta seu ritmo circadiano (o relógio biológico do corpo). Você também tem o benefício de se sentir e dormir limpo, evitando incômodos durante a noite.

Os primeiros sonos
É muito importante o bebê dormir bem em seu primeiro ano devida. Durante o sono, ele fortalece diversas funções em seu organismo, como o sistema nervoso central e imunológico.
O tempo ideal para um recém-nascido (0-3 meses) é dormir entre 14 a 17 horas por dia, embora também seja aceitável um período entre 11 a 13 horas. Não é aconselhável dormir mais de 18 horas.

Cuidados com os bebês!
Os pais podem tomar algumas medidas para garantir os bons sonhos dos filhos, como estimulá-los a pegar no sono sozinhos no berço, não no colo. É também essencial propiciar a eles um quarto tranquilo e pouco iluminado. E lembre-se, até 1 ano de idade, o ideal é que ele seja colocado na posição supina (de barriga para cima), para prevenção da Síndrome de Morte Súbita Infantil.
Para bebês (4-11 meses) recomenda-se que o sono dure entre 12 e 15 horas.

Os bebês estão crescendo
Com o andar firme e os passos mais equilibrados, seu filho já tem o caminhar mais parecido com o dos adultos, fazendo um movimento com os pés apoiados primeiro no calcanhar e depois nos dedos. Isso possibilita que ele tenha mais habilidade para correr, pular e jogar bola, ótimas maneiras de gastar um pouco daquela aparentemente inesgotável energia. E para repor tudo isso, crianças pequenas de (1-2 anos) não é aconselhável dormir menos de 9 horas ou mais de 16 horas.

Começando a escola
Assim que nasce, a rotina do seu filho se resume a mamar, dormir e brincar. Na pré-escola a criança começa a desenvolver rapidamente as funções intelectuais, ampliando muito seu vocabulário. É nesta fase que seu círculo social também aumenta muito, especialmente quando ele entra na creche. Com tantas atividades novas as crianças com idade de (3-5 anos) devem descansar de 10-13 horas.

Idade escolar
Uma criança que não dorme bem fica irritada e agitada. E na escola, os professores percebem um comportamento hiperativo, o que altera a desempenho acadêmico e dificulta o aprendizado. Ela não vai querer participar das brincadeiras e jogos com os amigos, além disso quando o sono não é bom, a tendência é comer mais para compensar a falta de energia. É nesse período que inicia-se o ciclo de falta de sono. Para prevenir isso é muito importante que crianças em idade escolar (6-13 anos) durma entre 9 e 11 horas.

A adolescência
O sono é uma atividade fisiológica fundamental para a saúde e o desenvolvimento (crescimento e aprendizado) do ser humano, sendo a adolescência uma fase de grande importância no que diz respeito a estes dois fatores. É justamente nesta fase que percebemos alterações no ritmo de sono, como se o relógio biológico funcionasse diferente. Por isso é imprescindível adolescentes de (14-17 anos) dormirem em torno de 10 horas por dia.

Amigo ou vilão?
Companheiro de todas as horas durante o dia, o celular é inimigo dos jovens e adultos à noite. Sempre conectados, atrasam seu sono usando o aparelho, o que traz dificuldade de aprendizado e alterações de comportamento. A longo prazo, dormir mal é porta de entrada para doenças, como gripes, resfriados e problemas mais sérios. Adultos e jovens entre (18-25 anos) devem dormir de 7-9 horas por dia.

Precisamos descansar
Muitas doenças são precipitadas ou agravadas quando não estamos dormindo bem. Pequenas mudanças de hábito podem melhorar a qualidade do sono e consequentemente a qualidade de vida. Estes hábitos são chamados de higiene do sono e são essenciais não só para o tratamento de distúrbios como a insônia ou hipersônia, mas também para quem quer otimizar o tempo que está dormindo para viver melhor no dia seguinte. É fácil entender que podemos adquirir doenças se não realizarmos uma higiene corporal adequada, a higiene do sono é igualmente importante.
Adultos de (26-64 anos) o ideal é dormir entre 7 e 9 horas por dia.

O sono dos idosos
Para a maioria dos idosos, dormir é um problema. Não têm pressões profissionais e as preocupações são menores, mas o simples ato de dormir é um drama. Muitos idosos estão descontentes com o seu sono e tomam, durante anos a fio, comprimidos para dormir. O sono é mais fragmentado e menos profundo, não se podendo afirmar que os idosos precisem dormir menos, mas têm reduzida a capacidade de dormir de forma contínua. O mais aconselhável para a idade de (65 anos ou mais) é dormir 7 a 8 horas por dia.

Ciclos do Sono
Há cinco fases do sono: estágios 1, 2, 3, 4 e REM. Normalmente, quando você está dormindo, você começa no estágio 1 e passa por cada etapa até atingir o sono REM. O ciclo recomeça a cada 90-110 minutos. Seu cérebro age de forma diferente em cada estágio. Em algumas etapas, seu corpo se movimenta, em outras, você permanece completamente imóvel. Algumas das etapas estão diretamente ligadas com a saúde de sua memória, concentração e até problemas com estresse.

Saiba o que acontece na Fase #1 do sono
Na 1ª fase, temos o sono leve, na qual somos facilmente acordados. O movimento dos olhos e os movimentos do corpo desaceleram. Você pode experimentar movimento espasmódico de pernas ou outros músculos. Este sono inicial e tais espasmos são os que causam as repentinas sensações de queda que acordam um indivíduo no susto.

E depois da Fase #1, o que acontece?
Fase #2: cerca de 50% de seu tempo dormindo é gasto nesta etapa. Durante este estágio, o movimento dos olhos pára e suas ondas cerebrais(uma medida do nível de atividade do cérebro) tornam-se mais lentas, o corpo esfria e os músculos começam a relaxar. Haverá também breves explosões de atividade cerebral chamado fusos do sono, associados normalmente a espasmos musculares.

Fase #3, a primeira fase do sono profundo
As ondas cerebrais são uma combinação de ondas lentas,conhecidas como ondas delta, combinadas com as ondas mais rápidas. Durante este estágio, pode ser muito difícil acordar alguém. Quando acordado durante este estágio, você pode sentir-se fraco e desorientado por vários minutos antes de recobrar plena consciência de seus arredores e ações.

O que acontece na Fase #4?
Na segunda fase do sono profundo, o cérebro trabalha quase que exclusivamente com as ondas delta lentas. Também é muito difícil acordar alguém nesta etapa. Ambos os estágios de sono profundo são importantes para se sentir revigorado pela manhã. Se essas etapas são muito curtas, o sono não vai ser satisfatório. As ondas delta são medições da atividade do cérebro e normalmente estão associadas com o começo dos sonhos, ou seja, o descanso do cérebro das atividades do dia a dia.
Os estágios 1, 2, 3 e 4 são necessários principalmente para o descanso e relaxamento do indivíduo, além da secreção do hormônio do crescimento para aqueles que estão neste estágio (principalmente adolescentes e crianças). Pessoas que tem problemas de insônia normalmente não conseguem passar do estágio 1 e as pessoas com má qualidade de sono raramente completam o ciclo com o sono REM.

REM
REM (sigla para Rapid Eye Movement ou Movimento Rápido dos Olhos) é fase do sono em que a maior parte dos sonhos ocorre. Quando você entra em sono REM, sua respiração torna-se rápida, irregular e superficial. Seus olhos se movem rapidamente e seus músculos se tornam imóveis. A frequência cardíaca e pressão arterial aumentam. O REM compõe cerca de 20 por cento do sono e começa a cerca de 70 a 90 minutos depois de adormecer.
Quando você sonha pouco, pode ser um sinal de algum problema de sono, de memória ou no estágio REM. Fique de olho e preste atenção, pois um bom sono não é uma opção, é uma obrigatoriedade. Cuide de sua saúde, descubra as causas do problema e tenha certeza de que você está fazendo tudo ao seu alcance em prol de um sono de maior qualidade. Seu corpo agradece!

Você pode gostar de

Sem comentários

Você pode postar seu primeiro comentário

Deixar comentário

Por favor, digite seu nome Por favor, insira um email válido Por favor, escreva uma mensagem