Mitos e verdades sobre a conservação dos travesseiros

Além de oferecer maior conforto na hora do sono, o travesseiro é responsável pelo apoio da cabeça e por manter a coluna alinhada durante o sono, o que melhora a circulação sanguínea e facilita os estímulos elétricos enviados pelo cérebro aos demais órgãos do corpo.

O que poucos sabem é que ele precisa de cuidados de higiene para que sua vida útil seja mantida e nesse caso algumas precauções são fundamentais para que sua saúde não seja colocada em risco. Confira alguns mitos e verdades sobre a preservação desse item tão importante:

• TODO TRAVESSEIRO PODE SER LAVADO
MITO. Nem todos os travesseiros são laváveis
As instruções contidas na embalagem ou etiqueta lhe dirá se é ou não e principalmente se oferece secagem completa, que é o mais indicado. Um teste fácil para comprovar a eficiência da secagem é pesar o travesseiro antes e depois de lavar.

• O USO DE CAPAS É IMPORTANTE PARA A PROTEÇÃO
VERDADE. A capa evita maior contaminação de ácaros, fungos e bactérias.
Hoje no mercado já existem algumas marcas de travesseiros com tecnologia anti ácaro, atente-se na hora da compra.

• O MAIS INDICADO É LAVAR O TRAVESSEIRO EM UMA LAVANDERIA
VERDADE. As máquinas de uso doméstico podem não oferecer o desempenho necessário para sua completa secagem. Se possível dê preferência às lavanderias especializadas e exija que as instruções de lavagem sejam seguidas estritamente.

• NÃO É INDICADO COLOCAR O TRAVESSEIRO AO SOL
VERDADE. A exposição ao sol ocasiona o amarelamento do travesseiro e o superaquecimento do local de moradia dos ácaros e microorganismos (em seu interior) e consequentemente favorece a proliferação dos mesmos além de acelerar a pulverização de elementos altamente alergênicos.

• NÃO É PRECISO TROCAR O TRAVESSEIRO
MITO. Travesseiros possuem prazo de validade e segundo médicos e fisioterapeutas eles devem ser trocados a cada dois anos. Mesmos os que possuem tratamento anti ácaro com o passar do tempo se grande depósito de microorganismos maléficos a saúde.

Você pode gostar de

Sem comentários

Você pode postar seu primeiro comentário

Deixar comentário

Por favor, digite seu nome Por favor, insira um email válido Por favor, escreva uma mensagem